A crítica estrangeira começou a publicar nesta terça-feira, dia 6 de fevereiro, suas resenhas completas sobre o filme Pantera Negra, da Marvel Studios.

Os comentários sobre a produção indicam que o estúdio tem mais um grande sucesso em mãos, com destaque para a representação culturalmente assertiva sobre a fictícia Wakanda (com base africana), além de contar com um dos melhores vilões do Universo Cinematográfico.

Abaixo, selecionamos algumas críticas da imprensa estrangeira para o filme do Pantera Negra como forma de te dar uma ideia sobre o que esperar do longa-metragem. Vale lembrar que a produção desembarca no Brasil no próximo dia 15 de fevereiro!

Fonte da imagem: Divulgação/Marvel Studios

  • Críticas:

Energético em um nível emocionante, com uma vasta quantidade de influências africanas, Pantera Negra inova na maneira como representa diferentes cores e culturas na tela” (Kenneth Turan, do Los Angeles Times).

Assim como Taika Waititi antes dele, Ryan Coogler dá à fórmula Marvel um toque autoral através de uma composição africana que é ao mesmo tempo desafiadora e emocionante” (Jimi Famurewa, da Empire).

Pantera Negra parece o começo de algo novo” (Mike Ryan, do Uproxx).

É emocionante, engraçado, espetacular, mas também é um ponto de inflexão, onde o estúdio finalmente reconheceu que seus filmes podem ser mais do que apenas vender a continuação. Nesse processo, o estúdio acabou produzindo um de seus filmes mais cativantes de seu universo” (Bryan Bishop, do The Verge).

Coogler emprega alma e estido a quase todos os frames de seu filme e prova que uma adaptação de quadrinhos pode realmente ter algo significativo – além de socos e explosões – a dizer. Nesse contexto, o debate sobre orgulho, identidade e responsabilidade pessoal do Pantera não é apenas uma nova direção para o gênero, é o verdadeiro superpoder do filme” (Leah Greenblatt, da Entertainment Weekly).

Não seria uma produção Marvel sem conflitos masculinos e avatares digitais. No entanto, em sua ênfase na imaginação, criação e libertação negra, o filme se torna um emblema de um passado que foi negado e um futuro que se sente muito presente” (Manohla Dargis, do The New York Times).

Pantera Negra entrega o que promete como um filme de aventura, uma declaração política e uma celebração cultural. Isso compensa um começo lento graças a um elenco memorável que enfrenta o melhor vilão da Marvel em quase uma década” (Jim Vejvoda, da IGN).

Pantera Negra é diferente. É um filme que flui com um verdadeiro senso de cultura e identidade, memória e musicalidade” (David Ehrlich, da IndieWire).

Deixando de lado o significado histórico, o que os fãs de super-heróis querem saber é como Pantera Negra se compara com outros filmes da Marvel. Simplificando, ele não apenas se mantém sobre si mesmo, mas também melhora a fórmula em vários aspectos fundamentais, desde um vilão politicamente comprometido a um confronto final emocionalmente fundamentado” (Peter Debruge, da Variety).

Fonte da imagem: Divulgação/Marvel Studios

Veja também: Pantera Negra: vídeo com cenas inéditas e (alta) previsão de bilheteria de estreia

E aí, animados para a estreia de Pantera Negra? Comente abaixo.