“O amor vence tudo” é o título e o tema do episódio final de Sense8, que chega à Netflix para concluir a saga dos sensates criada pelas irmãs Wachowski.

O episódio, de duas horas e meia de duração, mostra os esforços do cluster para salvar Wolfgang das mãos da OPB e acabar com os planos de Sussurros.

A series finale tenta incluir as propostas narrativas que seriam desenvolvidas em uma nova temporada, caso a série não tivesse sido cancelada no ano passado. Apesar da boa intenção de apresentar algumas ideias (como a Lacuna), o resultado acaba deixando o capítulo um pouco bagunçado e confuso.

O ritmo do episódio é também bastante irregular, às vezes com falta de clareza sobre as intenções e planos dos personagens – o que se complica ainda mais levando em conta as regras de “compartilhamento” dos sensates.

[Spoilers do episódio final neste parágrafo] Em meio à ação, o roteiro procura dar encerramento às tramas individuais dos personagens, trazendo de volta coadjuvantes como o detetive apaixonado por Sun e o marido de Kala. Mas quem realmente ganha um final digno é Nomi, que termina a série casando com Amanita e conquistando a aceitação de seus pais.

No fim, Sense8 termina com uma grande mensagem de amor e diversidade. A trama do maligno Sussurros e da OPB é, na verdade, apenas um artifício para o programa falar sobre empatia, aceitação, representatividade e igualdade de direitos.

Ao notar o carinho com o qual os realizadores prepararam este episódio final para seus fãs, não há como ficar indiferente à esta finale e pensar na falta que sentiremos de Sense8. A execução pode não ter sido das melhores, mas é inegável que a série rompeu barreiras e propôs algo inovador – em conteúdo e forma – para a TV.

E você, o que achou do final de Sense8? Comente abaixo.