Primeiro de tudo, que tal dar o play aqui?

Começou? Então, vamos lá! A trilha sonora é uma das partes mais significativas na composição de um programa de TV, uma série ou um filme. Em Grey's Anatomy, as músicas escolhidas são praticamente um protagonista caminhando ao lado de Meredith Grey (Ellen Pompeo).

E a trilha sonora é tão, mas tão importante, que todos os episódios trazem títulos de grandes canções — e veja, já são mais de 300, então haja música para manter tanta história andando.

Contudo, mais do que isso, algumas faixas criaram raízes no saudosismo dos espectadores. Por exemplo: quem não se lembra da sofridíssima despedida de Denny Duquette (Jeffrey Dean Morgan) ao som de "Chasing Cars", do Snow Patrol? Essa, por sinal, foi a mesma música com que Meredith se despediu de Derek.

Outro momento inesquecível foi na segunda temporada, naquela cena absurdamente emotiva em que Meredith retira a bomba de dentro de um paciente, enquanto Derek e Cristina quase perdem um paciente e Bailey dá à luz seu filho Tucker — tudo isso com "Breathe" ao fundo.

E, depois que a bomba explode, Izzie e Cristina colocam Meredith embaixo do chuveiro. Haja coração!

A voz de Andrew Belle cantando "In My Veins" nos acalma quando vemos Bailey surtando durante o tiroteio na season finale da sexta temporada. Existe como conter o desespero? Não tem como, não; chore com a gente, vai!

Ou então, será que hoje é um belo dia para salvar vidas? Talvez seja, mas infelizmente o cara que nos pronuncia essas bonitas palavras se despede ao som justamente de "How to Save a Life", da banda The Fray.

Agora, se você não derrama nenhuma lagriminha quando escuta "Where Does the Good Go", de Tegan e Sara, você talvez seja um espectador durão demais para essa série, meu amigo. Reveja com a gente esta cena aqui — mas atenção, tenha seus lencinhos por perto.

Precisa de um momento para se recuperar? A gente avisou que eram cenas fortes.

"Song Beneath the Song"

Em "Song Beneath the Song", o 18ª episódio da sétima temporada, o elenco levou a música para dentro do script literalmente: os personagens atuam como intérpretes no famoso episódio musical de Grey's.

Nele, Chandra Wilson, Sara Ramirez, Chyler Leigh e outros atores da série cantaram sozinhos ou em um coral, e o detalhe foi que todas as faixas escolhidas para fazer parte do episódio já haviam aparecido na trilha sonora da série em algum momento nas temporadas anteriores.

Apesar do esforço — e do talento de alguns dos atores —, o episódio é até hoje um dos mais controversos, afinal de contas não é todo mundo que curte um musical. Desde então, para evitar passar vergonha, Shonda preferiu deixar as músicas com os cantores e usar a trilha somente a seu favor.

300 episódios, 1.363 músicas

Pois bem, no ano passado, quando Grey's Anatomy lançou seu episódio de número 300, a supervisora musical da série, Alexandra Patsavas, aproveitou a ocasião para criar uma playlist com as escolhas dela de melhores da série — que inclusive é bem parecida com a do início desta matéria. Acompanhe aqui a lista dela:

Agora, você consegue imaginar a responsa de ser supervisor musical de uma série como essa? Para a própria Patsavas, é uma honra e tanto. "É realmente difícil colocar em palavras o quanto Grey's Anatomy e as músicas da série significam para mim."

Para ela, a música é realmente um importante personagem, que a produção da série sempre quis que tivesse um lugar na sala de operação. "Ela estaria lá, nos elevadores, nos bares, nas casas e, claro, também nas coisas maiores: os casamentos, os funerais, os aniversários, as mortes", disse.

Segundo a supervisora, a participação forte dos sons é um pedido da própria Shonda Rhimes, que reconhece essa relevância: "Shonda queria que as músicas ligassem as cenas e agissem como uma partitura. Ela não queria apenas sons curtos, mas sim música com propósito. Essa diretriz me deu a oportunidade de olhar sob cada rocha musical e fazer escolhas tanto para o emocional quanto para o atrevido".

E ela vem acertando, não é mesmo? Quais são suas músicas favoritas da série?

Este texto foi escrito por Lu Belin via nexperts.