Johnny Depp pode adicionar mais um processo legal à sua extensa coleção. O gerente de locação, Gregg “Rocky” Brooks, está acusando o ator de o agredir fisicamente em abril de 2017, durante as filmagens do mais novo filme estrelando Depp, City of Lies.

Alegadamente, quando o diretor Brad Furman pediu para que Brooks avisasse Depp que as filmagens teriam que se estender e terminar mais tarde, o produtor ficou receoso em abordar o astro e preferiu se dirigir ao policial responsável pelo set.

A conversa teria sido interrompida por Depp, aparentemente alcoolizado, que teria começado a gritar obscenidades e a socar Brooks duas vezes, diante de grande parte da equipe de produção. O funcionário teria se recusado a revidar e Depp teria o provocado, oferecendo 100 mil dólares para que desse um soco em sua cara. Os guarda-costas do ator teriam então interferido e retirado ele do local.

Johnny Depp enfrentará processo por agressão a funcionário no set de City of Lies

No dia seguinte, quando foi requisitado que Brooks assinasse um termo declarando que não processaria a produção pelo ocorrido, ele se negou e foi demitido.

"Meu cliente quer ter certeza de que o Sr. Depp seja responsabilizado por sua conduta no set para que, no futuro, outros não sejam colocados na mesma situação", disse o advogado da vítima ao Deadline.

City of Lies está agendado para estrear nos cinemas americanos no dia 7 de setembro, e conta a história da investigação do assassinato do rapper Notorious B.I.G., em 1997.

O Minha Série está comemorando 10 anos em 2018 com novidades aos nossos fãs: conheça o Clube Minha Série, o nosso perfil no Instagram e não deixe de assinar a newsletter Intervalo, que traz semanalmente conteúdos exclusivos em um formato especial.