Ah o amor! Desde cedo ouvimos que existe uma alma gêmea à nossa espera, pronta para nos completar e fazer feliz para todo o sempre, certo? Bem, se até as princesas dos contos já aprenderam que não é bem assim (né, Elsa?), por que a gente vai ficar esperando? E esses casais abaixo são a maior prova de que, enquanto não achamos a pessoa certa, vamos tentando com as erradas:

1. Bella e Edward, Crepúsculo

Os fãs que nos perdoem, mas, por onde começar? Entre relações idealizadas e relacionamentos tóxicos, beirando o abusivo, e corpos que brilham no sol, é difícil dizer qual casal da série se encaixa melhor nesta lista. Mas vamos com os principais, Bella e Edward: tão errados que deram “certo”. Entre idas e vindas, perseguições e decepções, eles fizeram funcionar, mas ainda nos perguntamos: por que tão difícil, não é mesmo?

2. Padme e Anakin, Star Wars Episódio 1-3

Pense em um casal que não deu boa. Aliás, pense em uma repercussão trágica! Sim, esse foi o resultado da união de Padme e Anakin em Star Wars. Além da enorme diferença de idade entre os dois, o fato de a união ser proibida (e ter que ser escondida), bem como sinais de havia um "pequeno" desequilíbrio no jovem Anakin — todos eram indícios de que o amor ali não entrou para vencer.

3. Anastasia e Christian, 50 Tons de Cinza

O cinema gosta de provar que os opostos se atraem, e muito! Assim como em Crepúsculo, Anastasia e Christian são o típico exemplo de casal que tinha tudo para dar errado, mas magicamente combinaram. Porém, claro que não sem antes enfrentar "coisas leves e tranquilas", como a assinatura de contratos, definição de palavra-segura e quais brinquedos poderiam ou não ser usados. Claro, ex-namorados e namoradas furiosas também entram nessa receita para a felicidade.

4. Eleanor e Chidi, The Good Place

As pessoas erradas, no lugar errado, na hora errada. Soa familiar? Bem, sem querer dar nenhum spoiler, digamos que esses dois realmente não foram feitos um para o outro, mas mesmo assim seguem a estranha tendência de sempre acabarem juntos. Aguardamos as cenas dos próximos capítulos para saber como a indecisão em forma de gente e uma amoral reformada vão levar o futuro.

5. Gina e Harry, Harry Potter

Um ótimo exemplo de casal sem graça. Harry nunca foi um grande personagem e no sexto livro, quando de repente se descobre apaixonado por Gina, está também no auge de sua adolescência. Ela é claramente uma personagem subexplorada, com mais potencial que apenas ser um objeto de desejo "proibido", já que Harry passa todo o Enigma do Príncipe em dúvida se fica com ela e perde a amizade de Rony. A união da menina tímida e do menino meio tonto acaba não passando de um clichê de paixão adolescente.

6. Han e Qi'ra, Han Solo: Uma História Star Wars

Se fosse para escolher, certamente a dupla Han e Chewbacca levaria nosso voto como casal do filme. No entanto, a história insiste em empurrar Qi'ra como par romântico de Han Solo. Apesar de ele ser o melhor anti-herói, capaz de roubar qualquer coisa, até o coração de uma moça, ele deveria continuar como o nome diz… solo!

7. Izzie e George, Grey's Anatomy

Eles eram ótimos amigos e talvez deveriam ter continuado só assim mesmo. É fácil entender e confundir os sentimentos, a gente sabe, mas eles logo perceberam que todo o apoio mútuo e parceria era só isso mesmo. Eles tinham zero química amorosa, mas mesmo assim conseguiram emocionar todos os fãs na conclusão da história. Haja coração!

8. Ryan e Marissa, The O.C.

Vocês assistiram a The O.C.? Precisamos dizer mais? Além da música de abertura, nada mais era muito agradável na série, sem contar o romance desses dois jovens tão opostos como o dia e a noite. Eles nunca se falavam, seus encontros eram cheios de pausas estranhas e olhos rolando para todos os lados, e isso nem era um casamento ainda.

9. Jim e Pam, The Office

Entre piadas ruins, momentos esquisitos e muita, mas muita tensão no escritório, “Jam” era o casal mais certo e estranho ao mesmo tempo. Assim como roupas que ficam boas apenas na vitrine, talvez esse amor deveria ter ficado subentendido, como "uma ideia que existe na cabeça e não tem a menor intenção de acontecer" (obrigado, Lulu Santos!).

10. Rachel e Joey, Friends

O casal que todos nós sonhamos em ver, mas que estranhamos assim que se beijaram. A única parte boa foi ver o fim do sofrimento de Joey. Eles riam das mesmas piadas, tinham as mesmas prioridades e pode-se dizer que eram os mais bonitos dos seis amigos. Ainda assim, esse romance foi tão errado quanto rápido.

Já que estamos falando sobre esse grupo de amigos, é impossível não citar o casal Chandler e Janice. Ooooooooh my God! Entre tantas idas e vindas, nós aprendemos a gostar da voz dela, mas Chandler não; e quando um não quer, dois não brigam!

Também é preciso citar Ross e Rachel, como não? Eles estavam separados ou não? Como é possível alguém se casar tantas vezes (com outras pessoas) amando alguém? E se não quer mais, por que não libera o espaço? São tantas perguntas que só nos resta desejar sorte à pequena Emma.


11. Alex e Piper, Orange is the New Black

Essa história já começa com uma boa mensagem: o crime não compensa! E pelo jeito nem o amor que vem dele. Piper acaba na cadeia por causa de sua relação com a traficante Alex, e as duas se reencontram lá pouco tempo depois. Elas são um ótimo exemplo de como atração física não significa que o resto todo vai funcionar; vide todas as encrencas em que elas se metem no presídio.

12. Alicia e Peter, The Good Wife

Os Florick retratam muito bem o clássico casal da política, que está longe de ser o que parece e cercado por escândalos e fofocas. Alicia é uma dona de casa que descobre a traição (ou traições) do marido, Peter, político, que acaba atrás das grades. Com isso, ela tem que recomeçar a vida, lidar com tabloides e opiniões não solicitadas e, ainda, saber o que fazer com um amor esquecido na juventude que volta com tudo. Peter só não é mais odiado porque, se não fosse pela pulada de cerca, não haveria história.

13. Emily e Daniel, Revenge

Emily queria vingança, ele queria Emily. Uma receita pronta para acabar em desastre — não um, mas vários! O que dizer de uma relação que já começa com mentiras, esquemas e golpes? Pelo menos eles deram certo na vida real, porque na tela...

14. Rory + qualquer um, Gilmore Girls

Quem acompanhou os romances da jovem Rory sabe do que estamos falando. Tudo bem que ela (mais ou menos) sempre soube o que quis — e principalmente o que não quis —, mas não teve bons pares ao longo das várias temporadas de Gilmore Girls. O inofensível Dean era tão bonitinho quanto sufocante. Além do mais, nunca superou a fase do “sou legal, você tem que me amar”, até quando já estava casado com outra. Já o bad boy Jess preferia manter a pose a acompanhar Rory a qualquer coisa; também sumiu sem dar notícias. Belo companheiro! E Logan foi a cereja do bolo. O riquinho incompreendido fez diversas besteiras, mas mesmo assim Rory seguiu ao seu lado. Sinceramente, não sabemos quem é pior aí.

15. Claire e Brody, Homeland

Ela é uma agente da CIA, ele é um ex-fuzileiro convertido pelo inimigo — e há quem diga que os opostos não se atraem. O romance começou com Claire tentando seduzir Brody para conseguir informações confidenciais. Ah! Ele ser casado e ela acabar se apaixonando perdidamente são só temperos nessa história. Esse casal mostra como é tênue a linha entre o amor e o ódio e como esses sentimentos estão (no caso deles) intimamente ligados.

16. Nancy e Jonathan (ou Steve?), Stranger Things

A irmã mais velha de Mike, Nancy, desperta a atenção do bonitão do colégio, Steve, ao longo da 1ª temporada. Ele não é o melhor exemplo de namorado por vários motivos, mas melhora ao longo do caminho. Já o tímido Jonathan parece ter muito mais química com ela, apesar de distante. Pronto! Está formado o triângulo amoroso da série. Aguardamos a 3ª temporada para resolver essa questão.

17. Aslaug e Ragnar, Vikings

Ragnar deixa Lagertha por Aslaug — só isso já é o suficiente para irritar os fãs da série (com razão!). Apesar de ser uma guerreira poderosa e destemida, Lagertha não pode dar o que Ragnar queria: mais filhos. Quando o então rei do Norte encontra a misteriosa Aslaug, logo cai de amores por ela. O que ele não previu era que nem só de filhos vive uma relação, e logo o par percebe o erro que cometeu. Desinteresse, falta de respeito e muito ressentimento compõem a torta de climão que vira a vida dos dois. Enquanto isso, Lagertha...

18. Cersei e Jamie Lanister, Game of Thrones

Eles são irmãos. Precisamos dizer mais?

Este texto foi escrito por Luiza Lafuente via nexperts.