Ah o amor! Desde cedo ouvimos que existe uma alma gêmea à nossa espera, pronta para nos completar e fazer feliz para todo o sempre, certo? Bem, se até as princesas dos contos já aprenderam que não é bem assim (né, Elsa?), por que a gente vai ficar esperando? E esses casais abaixo são a maior prova de que, enquanto não achamos a pessoa certa, vamos tentando com as erradas:

1. Bella e Edward, Crepúsculo

Deus me livre ou quem me dera? Os piores casais que amamos

Os fãs que nos perdoem, mas, por onde começar? Entre relações idealizadas e relacionamentos tóxicos, beirando o abusivo, e corpos que brilham no sol, é difícil dizer qual casal da série se encaixa melhor nesta lista. Mas vamos com os principais, Bella e Edward: tão errados que deram “certo”. Entre idas e vindas, perseguições e decepções, eles fizeram funcionar, mas ainda nos perguntamos: por que tão difícil, não é mesmo?

2. Padme e Anakin, Star Wars Episódio 1-3

Deus me livre ou quem me dera? Os piores casais que amamos

Pense em um casal que não deu boa. Aliás, pense em uma repercussão trágica! Sim, esse foi o resultado da união de Padme e Anakin em Star Wars. Além da enorme diferença de idade entre os dois, o fato de a união ser proibida (e ter que ser escondida), bem como sinais de havia um "pequeno" desequilíbrio no jovem Anakin — todos eram indícios de que o amor ali não entrou para vencer.

3. Anastasia e Christian, 50 Tons de Cinza

O cinema gosta de provar que os opostos se atraem, e muito! Assim como em Crepúsculo, Anastasia e Christian são o típico exemplo de casal que tinha tudo para dar errado, mas magicamente combinaram. Porém, claro que não sem antes enfrentar "coisas leves e tranquilas", como a assinatura de contratos, definição de palavra-segura e quais brinquedos poderiam ou não ser usados. Claro, ex-namorados e namoradas furiosas também entram nessa receita para a felicidade.

4. Eleanor e Chidi, The Good Place

Deus me livre ou quem me dera? Os piores casais que amamos

As pessoas erradas, no lugar errado, na hora errada. Soa familiar? Bem, sem querer dar nenhum spoiler, digamos que esses dois realmente não foram feitos um para o outro, mas mesmo assim seguem a estranha tendência de sempre acabarem juntos. Aguardamos as cenas dos próximos capítulos para saber como a indecisão em forma de gente e uma amoral reformada vão levar o futuro.

5. Gina e Harry, Harry Potter

Um ótimo exemplo de casal sem graça. Harry nunca foi um grande personagem e no sexto livro, quando de repente se descobre apaixonado por Gina, está também no auge de sua adolescência. Ela é claramente uma personagem subexplorada, com mais potencial que apenas ser um objeto de desejo "proibido", já que Harry passa todo o Enigma do Príncipe em dúvida se fica com ela e perde a amizade de Rony. A união da menina tímida e do menino meio tonto acaba não passando de um clichê de paixão adolescente.

6. Han e Qi'ra, Han Solo: Uma História Star Wars

Se fosse para escolher, certamente a dupla Han e Chewbacca levaria nosso voto como casal do filme. No entanto, a história insiste em empurrar Qi'ra como par romântico de Han Solo. Apesar de ele ser o melhor anti-herói, capaz de roubar qualquer coisa, até o coração de uma moça, ele deveria continuar como o nome diz… solo!

7. Izzie e George, Grey's Anatomy

Deus me livre ou quem me dera? Os piores casais que amamos

Eles eram ótimos amigos e talvez deveriam ter continuado só assim mesmo. É fácil entender e confundir os sentimentos, a gente sabe, mas eles logo perceberam que todo o apoio mútuo e parceria era só isso mesmo. Eles tinham zero química amorosa, mas mesmo assim conseguiram emocionar todos os fãs na conclusão da história. Haja coração!

8. Ryan e Marissa, The O.C.

Vocês assistiram a The O.C.? Precisamos dizer mais? Além da música de abertura, nada mais era muito agradável na série, sem contar o romance desses dois jovens tão opostos como o dia e a noite. Eles nunca se falavam, seus encontros eram cheios de pausas estranhas e olhos rolando para todos os lados, e isso nem era um casamento ainda.

9. Jim e Pam, The Office

Entre piadas ruins, momentos esquisitos e muita, mas muita tensão no escritório, “Jam” era o casal mais certo e estranho ao mesmo tempo. Assim como roupas que ficam boas apenas na vitrine, talvez esse amor deveria ter ficado subentendido, como "uma ideia que existe na cabeça e não tem a menor intenção de acontecer" (obrigado, Lulu Santos!).

10. Rachel e Joey, Friends

Deus me livre ou quem me dera? Os piores casais que amamos

O casal que todos nós sonhamos em ver, mas que estranhamos assim que se beijaram. A única parte boa foi ver o fim do sofrimento de Joey. Eles riam das mesmas piadas, tinham as mesmas prioridades e pode-se dizer que eram os mais bonitos dos seis amigos. Ainda assim, esse romance foi tão errado quanto rápido.

Já que estamos falando sobre esse grupo de amigos, é impossível não citar o casal Chandler e Janice. Ooooooooh my God! Entre tantas idas e vindas, nós aprendemos a gostar da voz dela, mas Chandler não; e quando um não quer, dois não brigam!

Também é preciso citar Ross e Rachel, como não? Eles estavam separados ou não? Como é possível alguém se casar tantas vezes (com outras pessoas) amando alguém? E se não quer mais, por que não libera o espaço? São tantas perguntas que só nos resta desejar sorte à pequena Emma.

Deus me livre ou quem me dera? Os piores casais que amamos

11. Alex e Piper, Orange is the New Black

Deus me livre ou quem me dera? Os piores casais que amamos

Essa história já começa com uma boa mensagem: o crime não compensa! E pelo jeito nem o amor que vem dele. Piper acaba na cadeia por causa de sua relação com a traficante Alex, e as duas se reencontram lá pouco tempo depois. Elas são um ótimo exemplo de como atração física não significa que o resto todo vai funcionar; vide todas as encrencas em que elas se metem no presídio.

12. Alicia e Peter, The Good Wife

Os Florick retratam muito bem o clássico casal da política, que está longe de ser o que parece e cercado por escândalos e fofocas. Alicia é uma dona de casa que descobre a traição (ou traições) do marido, Peter, político, que acaba atrás das grades. Com isso, ela tem que recomeçar a vida, lidar com tabloides e opiniões não solicitadas e, ainda, saber o que fazer com um amor esquecido na juventude que volta com tudo. Peter só não é mais odiado porque, se não fosse pela pulada de cerca, não haveria história.

13. Emily e Daniel, Revenge

Deus me livre ou quem me dera? Os piores casais que amamos

Emily queria vingança, ele queria Emily. Uma receita pronta para acabar em desastre — não um, mas vários! O que dizer de uma relação que já começa com mentiras, esquemas e golpes? Pelo menos eles deram certo na vida real, porque na tela...

14. Rory + qualquer um, Gilmore Girls

Quem acompanhou os romances da jovem Rory sabe do que estamos falando. Tudo bem que ela (mais ou menos) sempre soube o que quis — e principalmente o que não quis —, mas não teve bons pares ao longo das várias temporadas de Gilmore Girls. O inofensível Dean era tão bonitinho quanto sufocante. Além do mais, nunca superou a fase do “sou legal, você tem que me amar”, até quando já estava casado com outra. Já o bad boy Jess preferia manter a pose a acompanhar Rory a qualquer coisa; também sumiu sem dar notícias. Belo companheiro! E Logan foi a cereja do bolo. O riquinho incompreendido fez diversas besteiras, mas mesmo assim Rory seguiu ao seu lado. Sinceramente, não sabemos quem é pior aí.

15. Claire e Brody, Homeland

Deus me livre ou quem me dera? Os piores casais que amamos

Ela é uma agente da CIA, ele é um ex-fuzileiro convertido pelo inimigo — e há quem diga que os opostos não se atraem. O romance começou com Claire tentando seduzir Brody para conseguir informações confidenciais. Ah! Ele ser casado e ela acabar se apaixonando perdidamente são só temperos nessa história. Esse casal mostra como é tênue a linha entre o amor e o ódio e como esses sentimentos estão (no caso deles) intimamente ligados.

16. Nancy e Jonathan (ou Steve?), Stranger Things

A irmã mais velha de Mike, Nancy, desperta a atenção do bonitão do colégio, Steve, ao longo da 1ª temporada. Ele não é o melhor exemplo de namorado por vários motivos, mas melhora ao longo do caminho. Já o tímido Jonathan parece ter muito mais química com ela, apesar de distante. Pronto! Está formado o triângulo amoroso da série. Aguardamos a 3ª temporada para resolver essa questão.

17. Aslaug e Ragnar, Vikings

Deus me livre ou quem me dera? Os piores casais que amamos

Ragnar deixa Lagertha por Aslaug — só isso já é o suficiente para irritar os fãs da série (com razão!). Apesar de ser uma guerreira poderosa e destemida, Lagertha não pode dar o que Ragnar queria: mais filhos. Quando o então rei do Norte encontra a misteriosa Aslaug, logo cai de amores por ela. O que ele não previu era que nem só de filhos vive uma relação, e logo o par percebe o erro que cometeu. Desinteresse, falta de respeito e muito ressentimento compõem a torta de climão que vira a vida dos dois. Enquanto isso, Lagertha...

18. Cersei e Jamie Lanister, Game of Thrones

Deus me livre ou quem me dera? Os piores casais que amamos

Eles são irmãos. Precisamos dizer mais?

Este texto foi escrito por Luiza Lafuente via nexperts.