A primeira temporada The Umbrella Academy estreou na Netflix no último dia 15 de fevereiro. E, assim como quase todas as obras originais do serviço de streaming, foi o principal assunto nas redes sociais no fim de semana!

Um dos pontos que mais chamaram a atenção dos espectadores foi a peculiaridade da família Hargreeves, formada por sete irmãos que nasceram no mesmo dia no ano de 1989.

Basicamente, as mães deles não estavam grávidas quando o dia começou. Outras mulheres também passaram pela mesma situação, mas Sir Reginald Hargreeves (Colm Faere) adotou apenas as crianças com habilidades incomuns.

Porém, mesmo em uma família tão diferente, o Número 5 (Aidan Gallagher) se destaca. Além de não ter um nome convencional como os seus irmãos, ele consegue viajar no espaço e no tempo, o que o afasta dos demais.

Ainda criança, o Número 5 chegou a um futuro pós-apocalíptico e passou décadas por lá. Eventualmente, ele conseguiu voltar ao passado e à realidade que encontrou, mas havia se tornado um homem no corpo de um adolescente.

Um desafio para produtor e ator

Segundo o produtor da série, Steve Blackman, foi difícil encontrar alguém para interpretar o Número 5. “Entrei em pânico em determinado momento, porque já tínhamos testado centenas de atores”, contou ele à Entertainment Weekly.

Mas Blackman soube que deveria contratar Gallagher quando viu o seu vídeo de apresentação. “Ele conseguia demonstrar a complexidade necessária para interpretar um homem de 58 anos preso no corpo de um garoto de 13”, disse.

De acordo com Gallagher, a chave para entender o Número 5 é o fato de ele se sentir alienado. Enquanto os irmãos estão ocupados com assuntos de família, o objetivo dele é impedir o apocalipse. “Ele passou 45 anos em meio ao apocalipse, e isso o traumatizou bastante”, explicou o ator. “Esse é um dos aspectos que separam Cinco e a família: ele sabe de muitas coisas que os demais ignoram.”

Nem todos os membros do elenco tiveram contato com os quadrinhos que inspiraram a série, criados pelo músico norte-americano Gerard Way e desenhados pelo quadrinista brasileiro Gabriel Bá. Porém, Gallagher os leu e afirmou que Way o elogiou em seu primeiro dia de gravações. “Como sou fã de My Chemical Romance e dos quadrinhos, os elogios dele me deram certeza de que faço justiça à coisa.”

Este texto foi escrito por Kamylla Silva via nexperts.

Mais novidades de The Umbrella Academy: