Sim, quem simplesmente amou Bird Box pode encher o coração de esperanças de saber um pouco mais sobre o universo misterioso onde não se pode olhar para a luz. Por enquanto, a sequência anunciada ainda deve vir apenas na forma de livro, mas, com o recorde de público que o filme alcançou na Netflix, é bem pouco provável que ele não chegue também ao streaming, com uma nova adaptação.

Josh Malerman, autor da obra em que se baseou a produção, contou que está escrevendo a continuidade; o livro deve se chamar "Malorie" e focar principalmente na própria personagem, que no longa-metragem é interpretada por Sandra Bullock.

A ideia é que a nova narrativa se inicie exatamente onde deixamos Malorie no final de Bird Box, chegando com Tom e Olympia — ou Boy e Girl — a uma espécie de santuário onde as pessoas não são atormentadas pelas curiosas criaturas que espalham o terror e levam o mundo inteiro a ficar extremamente violento.

Como a gente já revelou aqui, o final do livro é um pouco diferente da forma como a produção da Netflix encerrou sua história. Então a primeira pergunta pode ser justamente se ele vai se manter fiel à sua ideia original ou se vai embarcar nas alterações feitas pelos roteiristas do filme.

O que o autor já contou é que um dos focos da sequência será compreender um pouco mais sobre as criaturas que tanto aguçam a curiosidade do público e dos próprios produtores do filme. Por que elas levam os humanos a se suicidarem? Como espalham a violência? Que formato têm, afinal? E de onde vêm?

Embora não tenha entrado em nenhum desses detalhes — pois não quer entregar muito desde já —, Malerman disse em entrevista ao site Esquire que "nós vamos conhecer melhor tanto Malorie quanto as criaturas".

Mas, não espere saber o que aconteceu com as crianças. "No meio-tempo entre a estreia de Bird Box e o momento em que eu comecei a escrever 'Malorie', eu me perguntei mil vezes: as pessoas querem saber o que aconteceu com Boy e Girl. Mas, por mais que eu me importe com Boy e Girl, essa não é a história deles. O mundo de Bird Box é a história da Malorie, e eu quero saber mais sobre ela. Eu quero conhecê-la melhor", adiantou.

Processo criativo

Para garantir que a sequência de Bird Box tivesse o mesmo clima e diante de toda a pressão envolvida depois que o primeiro livro foi um sucesso — incrementado depois do lançamento do filme —, Malerman buscou recriar o ambiente em que escreveu a primeira história.

Na ocasião, ele havia alugado o terceiro andar de uma casa que era uma verdadeira mansão, em Detroit. Ele morava e escrevia lá, em uma sala com vários pássaros que ficavam livres voando pelo amplo espaço aberto, onde só havia uma escrivaninha.

Foto: joshmalerman.com

"Anos mais tarde — não sei como dizer isso sem parecer um político —, só queria tratar o primeiro livro com respeito. Então pensei que uma maneira de fazer isso era voltando para o mesmo espaço, fisicamente, onde escrevi o primeiro. Acho que estava no mesmo espaço físico, mas também no espaço mental, como o primeiro."

A escrita de "Malorie" já está bem adiantada, e a data de lançamento anunciada é o dia 1º de outubro deste ano. No entanto, ainda não se sabe se a história vai ou não ser adaptada para o audiovisual.

Este texto foi escrito por Lu Belin via nexperts.