Jodie Comer conquistou fãs e a crítica com seus sotaques, trajes e atuação de tirar o fôlego como a assassina profissional Villanelle em Killing Eve. Por isso, não é de se espantar que ela tenha recebido sua primeira indicação ao Emmy na terça-feira (16), concorrendo na categoria Melhor Atriz em Série Dramática. Ao todo, o aclamado thriller de espionagem da BBC America recebeu nove indicações, incluindo a de Melhor Série de Drama.

Em entrevista à Entertainment Weekly, Jodie revelou como se sentiu quando recebeu o anúncio. "Eu tinha acabado de sair da academia e pegado minha bolsa no armário; havia um monte de mensagens de amigos e familiares me parabenizando. Foi assim que descobri. Eu não sabia que isso estava acontecendo naquela manhã, então acho que foi uma boa surpresa", relembrou aos risos.

Questionada pelo portal se ela manteve suas esperanças depois de não ter sido indicada no ano passado — fato que gerou surpresa em fãs e críticos —, a estrela de Killing Eve afirmou que ficou lisonjeada com as reações do público, mas que não faz seu trabalho visando a prêmios.

"É ótimo quando os prêmios chegam a nós, mas definitivamente essa não é a única razão pela qual faço o que faço. Então, quando acontece é sempre como a cereja do bolo; mas, se não, ainda assim você teria produzido seu trabalho e gerado impacto. De qualquer modo, claro que é maravilhoso quando as pessoas querem reconhecer o que você faz", conta a atriz.

Emmy 2019: Jodie Comer comenta indicação por Killing Eve

Na entrevista à Entertainment Weekly, Jodie ainda comentou seu episódio preferido da 2ª temporada. "Acho que o meu momento de maior orgulho da 2ª temporada foi o episódio 2, em que ela está presa na casa com Julian [Barratt]. Eu me diverti muito gravando. Toda a experiência com Damon [Thomas], o diretor, Julian, a equipe. Foi tão lúdico; sinceramente, eu me diverti muito", revela.

Este texto foi escrito por Stephanie D'Ornelas via nexperts.

Confira também o Podcast especial sobre os indicados ao Emmy 2019: