Geralmente, cineastas e estúdios decidem incluir cenas e sequências de rumo incerto em gravações, com o objetivo de garantir os melhores cenários possíveis para a versão final de um filme

Porém, isso pode acontecer por outros motivos: desde a preocupação com a duração da produção até tomadas que não se encaixam na história como um todo.

O público tem a chance de ver essas partes removidas ou modificadas quando os títulos chegam às mídias digitais ou físicas. Assim, é possível fazer um comparativo das mudanças, que nem sempre trariam resultados satisfatórios. 

Confira nossa lista de 5 filmes com cenas deletadas ou alternativas que deixariam os longas piores se fossem para as versões finais!

1. O Hobbit: Uma Jornada Inesperada — A canção do Rei dos Orcs

A trilogia O Hobbit recebeu grandes críticas do público por ser mais longa do que o necessário. Contudo, os fãs podem ficar agradecidos pela remoção de uma cena filmada e editada para estar no primeiro filme: a canção do Rei dos Orcs.

Apesar de o momento estar presente no livro, não significa que automaticamente deva estar também em uma adaptação. Adicionalmente à sua estranheza, o uso de CGI não é um dos maiores modelos de referência nesse caso, o que justifica o corte na versão final.

2. Homem-Formiga — Trapaça no Cassino

Uma cena não utilizada e inacabada de Homem-Formiga mostra Scott Lang (Paul Rudd) usando seus novos poderes de encolhimento para ajudar seus amigos a trapacear em um jogo de cassino. Apesar de engraçada, especialmente a parte da dança de seus colegas, a cena traz de volta uma característica que essa versão do personagem buscou mudar.

Desde sua prisão, em decorrência de roubos passados, Lang tenta se distanciar de atividades estritamente criminosas. Logo, caso essa cena estivesse presente no longa, poderia tirar a empatia do público com o personagem. Além disso, fica evidente que algo estranho ocorre com os dados na mesa.

3. O Diabo Veste Prada — Miranda ‘boazinha’

Em O Diabo Veste Prada, uma cena foi excluída do meio do filme; nela o marido de Miranda (Meryl Streep) ridiculariza o sr. Ravitz (Tibor Feldman), deixando-a desconfortável. Ao perceber a situação constrangedora, Andy (Anne Hathaway) rapidamente tira o foco daquele momento e recebe um agradecimento da chefe.

A cena em questão mudaria, de modo antecipado, a característica “fria” da personagem de Streep, o que poderia arruinar totalmente a dinâmica dela com os outros e levar a atração para um caminho diferente ou sem sentido.

4. Harry Potter e as Relíquias da Morte, Parte 1 — O amor dos Dudleys

Na primeira parte de Harry Potter e as Relíquias da Morte, havia uma cena em qual a tia Petúnia (Fiona Shaw) se despedia do protagonista em tom amoroso e emocionante. Ao longo da franquia, não houve qualquer outro momento com essas características de redenção, o que explica sua ausência na edição final.

Além de Petúnia, a sequência traz Dudley (Harry Melling) como uma pessoa genuinamente boa. Antes de partir, ele diz para Harry (Daniel Radcliffe): “eu não acho que você é um desperdício de espaço”, em referência ao quarto do bruxo na casa deles.

5. Rocky Balboa — Campeão?

Nesse filme, Rocky (Sylvester Stallone), de 50 e poucos anos, sai da aposentadoria para enfrentar o jovem atual campeão Mason Dixon (Antonio Tarver). No encerramento do longa, enquanto o juiz anuncia os votos para declará-lo vencedor, o protagonista já imagina o resultado, despede-se do público e caminha para deixar o local — momento de muitas emoções para os fãs da franquia.

Contudo, em um final alternativo, foram adicionados mais alguns anos à carreira de Rocky após ele sair como campeão. Tal cenário inverteria a lógica e a construção do personagem ao longo da história e não entregaria um desfecho satisfatório para a longa saga.

Você também já viu cenas deletadas ou alternativas que causariam efeitos negativos às versões finais? 

Texto escrito por Ricardo de Carvalho Isídio via Nexperts.